Sopas do Espírito Santo

As sopas do Divino Espírito Santo são o principal elemento de unificador da cozinha açoriana. Para além de estarem associadas a uma tradição secular do culto da Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, as sopas do Divino Espírito Santo são uma referência no património gastronómico dos Açores. Não apenas pelo simbolismo no que se refere ao espírito de partilha onde todos são iguais e com direito de sentar-se a mesa, mas porque é o único prato confecionado em todas as ilhas, embora com algumas variantes no que se refere aos ingredientes e uso de especiarias. A presente receita é mais comum nas ilhas do grupo Central, sobretudo, na Terceira.

Ingredientes

1,5 kg Carne de novilho

1 Galinha

250 gr. Fígado de vaca

250 gr. Sangue de vaca coalhado

250 gr. Toucinho de porco

1 Linguiça de carne

2 Dentes de alho

1 Cebola

1 Repolho

300 gr. Batata doce

300 gr. Batata da terra

300 gr. Cenouras

1 Colher de sopa de banha de porco

1 Ramo de hortelã

1 Pau de canela

1 Pão de trigo grande duro

1 Concha de molho de alcatra

Sal q.b.

Modo de preparação

1.Coloque num pedaço de pano os dentes de alho, a cebola cortada aos pedaços, a hortelã, o pau de canela a massa malagueta e faça uma “boneca” atada com fio de cozinha colocando-a numa panela com água e sal.

2.Quando a água estiver a ferver coloque na panela a carne de vaca, a linguiça, o toucinho de porco e a galinha. Quando as carnes estiverem quase cozidas junte o repolho cortado em pedaços e a banha de porco.

3.Noutra panela com água e sal cozem-se o fígado e o sangue. Num tacho com água e sal cozem-se as batatas e as cenouras.

4.Corte o pão em pedaços e coloque numa terrina ou tigela. Regue o pão com o caldo de cozer as carnes e uma concha de molho de alcatra e adicione o repolho e a hortelã.

5.Disponha numa travessa em pedaços, a carne de vaca, a galinha, o fígado, o sangue, o toucinho de porco, as batatas e as cenouras para servir com as sopas.

Notas:

1.Abafe a terrina ou tigela com as sopas para que o pão possa absorver melhor o caldo durante 2 a 3 horas antes de servir.

© Direitos Reservados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *