Sabores regionais recriados

No âmbito das quinzenas temáticas do Q.B. Food Fest decorre, até 12 de dezembro, a degustação “Regional à Nossa Maneira” com propostas gastronómicas inovadoras do chef Paulo Lourenço do Q.B. Restaurante, localizado em Angra do Heroísmo.

A abordagem aos produtos e sabores açorianos começa com o “amuse-bouche” “Chicharros fritos com bolo de milho e molho cru com azeitonas”. Seguem-se as entradas “Cavala com cebolada de uvas e batatas fritas” e as “Iscas de fígado com elas”.

Ainda não refeitos da harmonia e criatividade nos diferentes sabores das entradas, chega a vez do prato principal em que assume papel de destaque a nossa alcatra tradicional. Na criação gastronómica “Falso tornedó de alcatra regional, migas de batata assada e bolo de torresmo, cuscus de couve-flor e massa sovada” a nota de destaque vai para a conjugação da alcatra com as migas do bolo de torresmo que conferem um gosto intenso de sabores, que nos remetem para a ruralidade terceirense, em contraste com alguma acidez do cuscus. Um exemplo de como se podem conjugar os caminhos da tradição gastronómica açoriana com uma inovação que é urgente e desejável, sobretudo para valorizar a nossa oferta turística.

Para terminar a refeição, mais um sabor terceirense em destaque com “Dona Amélia com gelado de morango e espuma de hortelã”.

Chegado ao epílogo deste roteiro de sabores regionais contamos com a amabilidade do chef Paulo Lourenço para nos falar um pouco sobre o que está na base desta proposta que o Q.B. Restaurante tem para apresentar até ao próximo sábado.

“A nossa ideia partiu da vontade de trabalhar os produtos regionais e conferir uma apresentação mais cuidada para não deixar esquecer as nossas raízes. Temos a alcatra regional feita em forno de lenha, em que introduzimos outros ingredientes como as migas e o cuscus de couve-flor. Achamos que com a introdução desses elementos conseguimos um equilíbrio no prato”, referiu o chef Paulo Lourenço.

Nesse âmbito, o chef Paulo Lourenço, um terceirense que fez a sua formação base em cozinha na Escola Profissional da Praia da Vitória, que tem feito ao longo dos anos um excelente trabalho nessa área, considera que a par da oferta da gastronomia nos restaurantes típicos há também espaço para inovar a valorizar os nossos produtos.

“Creio que há espaço para todos. Este caminho que apresentamos com esta iniciativa faz parte do conceito que seguimos dia-a-dia em que temos como objetivo criar algo diferente e oferecer outro tipo de experiências ao nosso cliente”, acrescentou.

A ideia de levar à mesa do Q.B. Restaurante uma degustação de sabores regionais está inserida numa estratégia de cativar os clientes, sobretudo, numa altura difícil para a restauração devido à pandemia da Covid-19, tendo já sido realizadas outras iniciativas com o mesmo objetivo com carne maturada ou o marisco, estando em preparação outras quinzenas temáticas.

Hélio Vieira

“Amuse-bouche” – “Chicharros fritos com bolo de milho e molho cru com azeitonas”

 

Entrada – “Cavala com cebolada de uvas e batatas fritas”

 

Entrada – “Iscas de fígado com elas”

 

Prato principal – “Falso tornedó de alcatra regional, migas de batata assada e bolo de torresmo, cuscus de couve-flor e massa sovada”

 

Sobremesa – “Dona Amélia com gelado de morango e espuma de hortelã”

 

Chef Paulo Lourenço

Deixe uma resposta