Procurar novos mercados no SISAB 2020

Uma representação constituída por 34 e empresas açorianas participa até amanhã, quarta-feira, no Salão Internacional do Setor Alimentar e Bebidas (SISAB 2020).

Nas primeiras horas do certame, que teve início ontem em Lisboa, foi notória a quebra de visitantes do SISAB em relação a edições anteriores. O motivo do decréscimo está relacionado com a epidemia do coronavírus (covid-19), que alastra em todo mundo. Os importadores chineses que marcaram presença em edições anteriores não estão presentes no certame nem os italianos, tendo em conta que nesse país se verifica o maior número de infetados e mortos com covid-19 da Europa.

No espaço dedicado aos Açores no SISAB 2020 estão representadas empresas detentoras do selo da Marca Açores dos principais setores de atividade com capacidade exportadora, como lacticínios, transformação de carne, licores, vinhos, peixe, conservas, chá, doçaria tradicional, mel e outros produtos agroalimentares.

Açores 9 Estrelas (Abelinha), Açormel, Adega Cooperativa Agrícola da Ilha Graciosa, Azores Meet, Azores Fisk, Bel Portugal, Boa Fruta, Cooperativa Celeiro da Terra, Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico, Companhia Portuguesa de Algas, Curral Atlantis, Fábrica de Chá Gorreana, Fábrica de Licores Eduardo Ferreira e Filhos, Finançor, Garcez e Santos, Gomes e Sanos, Graciqueijos, Ilhas de Mel, Insulac, João Henrique Melo Cota (Queijo Vaquinha), Lactaçores, Lima e Quental, Lotaçor, Lurdes Narciso, Pauferr, Peixaria Silveira, Promineral Procincol, Quinta dos Açores, Quintal dos Açores, Reteilor, Santa Catarina e Sociedade Corretora são as empresas presentes no SISAB 2020.

A representação açoriana no SISAB 2020 foi visitada, ontem de manhã, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Durante a tarde, decorreu uma visita ao espaço dos Açores no SISAB 2020 do diretor regional de Apoio ao Investimento e Competitividade, Ricardo Medeiros.

A presença das empresas regionais no SISAB Portugal é uma iniciativa da vice-presidência do Governo Regional, desenvolvida através da SDEA – Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores em parceria com a Câmara do Comércio e Indústria dos Açores.

Deixe uma resposta