Massa sovada

A massa sovada é um pão doce que é confecionado em todas ilhas dos Açores, estando sempre presente nas festas em honra do Divino Espírito Santo. A origem do nome está relacionado com o facto de a massa ter de ser “sovada”, ou seja, bem amassada para que possa ganhar a consistência necessária para os pães que eram cozidos no forno de lenha para as esmolas ou para acompanhar a refeição das sopas e carne do Espírito Santo.

Ingredientes

Fermento

125 gr. de farinha

1 Batata doce

1 Ovo

1 Colher de sopa de açúcar

20 gr. de fermento

Massa

1 kg de farinha

250 gr. de açúcar

250 gr. de manteiga

8 Ovos

Modo de preparação

  1. Faça o fermento de véspera. Coza a batata-doce e reduza a puré. Junte num recipiente o puré de batata-doce, um ovo batido e o fermento diluído em água morna. Adicione depois a farinha e envolva todos os ingredientes até obter uma massa. Tape o recipiente e deixe levedar até ao dia seguinte.
  2. Peneire a farinha juntamente com o açúcar para um recipiente. Faça um buraco ao centro e coloque os ovos batendo-os. Junte a manteiga derretida e o preparado do fermento.
  3. Amasse tudo muito bem num alguidar até que a massa deixe de prender. Tape a massa e deixe levedar durante cerca de 15 minutos.
  4. Volte a amassar (“sovar”) a massa durante o tempo necessário (cerca de meia hora). Quando estiver com a consistência desejada, divida a massa em pedaços do mesmo tamanho, esticando-a e dobrando-a. Deixe os bolos de massa com a forma que pretende polvilhados com um pouco de farinha numa superfície com uma toalha e deixe levedar até que fiquem com cerca do dobro do tamanho.
  5. Pincele a superfície dos bolos com gema de ovo batida e leve ao forno a 200 graus durante cerca de 45 minutos.

Nota: Em algumas localidades dos Açores os bolos vão ao forno em folhas de bananeira.

Deixe uma resposta