Madalena do Pico aposta na Gastronomia

A Câmara Municipal da Madalena do Pico promove, a partir de 3 de maio, o projeto Património Gastronómico da Ilha do Pico, que visa “valorizar” o património cultural e gastronómico da ilha.

No âmbito da iniciativa, a partir de segunda-feira, 3 de maio, vão estar no Pico os chefs Carlos Afonso, do Restaurante “O Frade” (Lisboa), Paulo Lourenço, do Restaurante “QB” (Ilha Terceira) e Luís Gaspar do Restaurante “Sala de Corte” (Lisboa), que vão ministrar um workshop de três dias que resultará num conjunto de receitas com novas técnicas e formas de apreciar a gastronomia do Pico.

A formação está integrada no projeto Património Gastronómico do Pico e surge após o trabalho de recolha e sistematização dos produtos endógenos que caíram em desuso e das práticas associadas à sua conservação, preparação e utilização da ilha que foi realizado, nos últimos meses, por Helena Juliano.

“Sempre à boleia da memória, com uma veia criativa apurada, os três chefs irão resgatar os produtos inventariados, numa primeira fase, recuperando a identidade da nossa gastronomia, ao colocá-la, novamente, nas nossas mesas”, refere uma nota da autarquia picoense.

Para o presidente da Câmara Municipal da Madalena, José António Soares, “as artes culinárias são um elemento cultural, um símbolo de identidade, sendo muito importante promover a valorização deste património enquanto ferramenta de desenvolvimento local, de promoção territorial. Queremos fazer da nossa gastronomia uma verdadeira imagem do nosso Concelho, da nossa Ilha e da nossa Região”.

Deixe uma resposta