Ana Coelho no Campeonato do Mundo

A aluna da Escola Profissional da Praia da Vitória, Ana Filipa Coelho Carola, vai representar Portugal na modalidade de cozinha, no Campeonato do Mundo das Profissões (Worldskills), que decorre de 22 a 27 de agosto, em Kazan (Rússia).

A terceirense Ana Coelho, que conta com a orientação do chef Raul Sousa, professor da Escola Profissional da Praia da Vitória, conquistou os títulos de campeã dos Açores e de Portugal e participou no Campeonato Europeu das Profissões.

É a primeira vez que os Açores vão ter um representante na prova de cozinha no Campeonato do Mundo das Profissões. Na prova de cozinha vão estar presentes 52 concorrentes de 52 países.

Os participantes na prova que se realiza em Kazan vão ter que prestar provas das suas capacidades durante 16 horas, divididas por quatro dias em módulos de quatro horas e serão avaliados por um júri, de acordo com diversos critérios (técnica, método, organização, método, sequência, inovação, higiene dos frios, higiene do espaço, higiene pessoal, identificação dos produtos, desperdício e tempo de entrega dos serviços).

A parte técnica da prova tem uma avaliação que vai até aos 40%.

Os critérios a serem avaliados são: técnica, método, organização, método, sequência, inovação, higiene dos frios, higiene do espaço, higiene pessoal, identificação dos produtos, desperdício, tempo de entrega dos serviços.

A vertente da apresentação dos pratos, é feita num espaço separado e os júris não têm qualquer contacto com os concorrentes, é chamada prova cega, por não saberem a que concorrente pertence o prato que estão a avaliar, esta parte vale 60%.

Os critérios a serem avaliados são: apresentação, higiene dos pratos, harmonia das cores, aroma, paladar individual, paladar coletivo, peso e temperatura.

“As nossas expetativas são elevadas, mas com os pés assentes em terra e com bastante respeito por cada um dos concorrentes, pois todos eles passaram pelas mesmas fases que passámos e eles também foram campeões pelos seus países. Sabemos que vamos dar o melhor e que queremos muito fazer história, pois trabalhámos muitas horas para esse fim. A nossa meta é ficar no TOP 10, o restante seria um bónus”, disse ao cozinnhaacoriana.pt o chef Raul Sousa.

O Campeonato do Mundo das Profissões conta, este ano, com 1.300 concorrentes de 63 países que vão competir em 56 profissões.

© Direitos Reservados

Ana Coelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *